A- A A+

A prefeitura de Antonina do Norte, através da Secretaria de Agricultura, Secretaria de Cultura e Meio Ambiente, em parceria com a Câmara Municipal e com o apoio do Projeto Paulo Freire, Instituto Flor do Piqui, Sindicato dos Trabalhadores Rurais, Cactus e Fetraece, realizará a grande 1ª Feira da Agricultura Familiar do município, no próximo dia 22 de setembro(sábado), das 7h às 12h, na Avenida Nelito Mendes.
 
 
O prefeito de Antonina Evandro Arrais vem dando apoio e incentivo aos agricultores familiares a produzir mais através de programas de diversificação na produção rural o que leva o produtor do município a desenvolver suas atividades no campo, garantindo assim que toda a produção da sua propriedade seja compartilhada pela família e a atividade produtiva agropecuária seja a principal fonte geradora de renda.
 
A 1ª Feira da Agricultura Familiar visa incentivar a produção agrícola no município de Antonina do Norte. “Nosso objetivo é incentivar o produtor a produzir e comercializar seus produtos", destacou o prefeito Evandro Arraes.
 
O evento contara ainda com muita animação através de show musical com artistas da terra.
 
 
 

O município de Antonina do Norte, realizou no dia 29 de agosto de 2018, o I FÓRUM COMUNITÁRIO DO SELO UNICEF – EDIÇÃO 2017 a 2020, com o objetivo de tomar decisões coletivas e acompanhar as ações e indicadores do Selo Unicef, além de Assegurar mecanismos de escuta e participação da sociedade, especialmente de crianças e adolescentes na elaboração e controle social de políticas públicas institucionalizadas. Estivemos reunidos um dia inteiro com as políticas de assistência social, educação, saúde, cultura, agricultura, conselho tutelar, conselhos setoriais, crianças, adolescentes, pais, mães, para elaborar o Plano de Ação para melhorar indicadores nas políticas públicas voltadas para crianças e adolescentes, afim de conquistar o tão sonhado Selo Unicef.

  

A Secretaria Municipal de Saúde de Antonina do Norte desenvolve durante este mês, o Projeto"Setembro Amarelo: Todos pela vida" que tem como proposta, possibilitar vivências de promoção e prevenção ao suicídio. Nesta quarta-feira (12), alunos da Escola Estadual E.E.F.M Antônio Mota de Antonina do Norte, foram assistidos com a palestra  "Comportamentos autolesivos com e sem intenção suicida". Essa ação foi ministrada pelo Psicólogo Emanuel Dias, da equipe do Núcleo de Apoio a Saúde da Família - NASF deste Município. A diretora do hospital – Luciana Alves, também pode contribuir reforçando a importância do cuidado no sentido preventivo.  Ainda durante o mês de setembro, outras ações serão realizadas, como rodas de conversas nas Escolas, panfletagem junto a população e uma caminhada em defesa da vida.

 

 

 

 

O prefeito de Antonina do Norte, Evandro Arraes, recebeu em seu gabinete, na manhã da ultima terça-feira, 21, parceiros do Projeto Paulo Freire, Instituto Flor do Piqui, Secretaria de Agricultura, Sindicato Rural e Fetrarce (Mobilizador Social), onde na oportunidade, foi realizada uma importante reunião cujo objetivo principal foi planejar a 1ª Feira da Agricultura Familiar do município, que será realizada no dia 22 de setembro deste ano.


Na ocasião, estiveram presentes além do prefeito Evandro Arrais, o Senhor Josué Dantas - Gerente Regional do Projeto Paulo Freire, acompanhado do Dr. Iarley Feitosa, veterinário do projeto, bem como o secretário de agricultura de Antonina, senhor Antonio Dias; o representante do Sindicato Cicero Batista, Ozelio Nunes Representante do Intituto Flor do Piqui e os técnicos que atuam no Município Eduardo Alves e Thiago, e também a Mobilizadora Social da Fetraece, Fabiana.

O prefeito de Antonina Evandro Arrais vem dando apoio e incentivo aos agricultores familiares a produzir mais através de programas de diversificação na produção rural o que leva o produtor do município a desenvolver suas atividades no campo, garantindo assim que toda a produção da sua propriedade seja compartilhada pela família e a atividade produtiva agropecuária seja a principal fonte geradora de renda.

Saiba Mais

Conforme o MDA (Ministério do Desenvolvimento Agrário) O agricultor familiar tem uma relação particular com a terra, seu local de trabalho e moradia. A diversidade produtiva também é uma característica marcante desse setor. A Lei 11.326 de julho de 2006 define as diretrizes para formulação da Política Nacional da Agricultura Familiar e os critérios para identificação desse público.

Conforme a Lei nº 11.326/2006, é considerado agricultor familiar e empreendedor familiar rural aquele que pratica atividades no meio rural, possui área de até quatro módulos fiscais, mão de obra da própria família, renda familiar vinculada ao próprio estabelecimento e gerenciamento do estabelecimento ou empreendimento pela própria família.

Também são considerados agricultores familiares: silvicultores, aquicultores, extrativistas, pescadores, indígenas, quilombolas e assentados da reforma agrária.

Apoio

O principal apoiador da agricultura familiar é o Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar (Pronaf), que tem como objetivo promover o desenvolvimento sustentável da agricultura familiar. Por meio dele, agricultores familiares podem acessar várias linhas de crédito de acordo como sua necessidade e o seu projeto. Podem ser projetos destinados para o custeio da safra, a atividade agroindustrial, seja para investimento em máquinas, equipamentos ou infraestrutura. Para acessar o Pronaf, a renda bruta anual dos agricultores familiares deve ser de até R$ 360 mil.

Para isso, é preciso ter a Declaração de Aptidão ao Pronaf (DAP), pois é ela que identifica o produtor com agricultor familiar. Sem esse documento ele não é reconhecido enquanto uma categoria de produtor rural que vem sendo cada vez mais reconhecido e ganhando importância no nosso país.
A DAP foi criada para identificar e qualificar o agricultor familiar e permitir acesso diferenciado às políticas públicas. Atualmente, a DAP concede acesso a mais de 15 políticas públicas, dentre elas o crédito rural do Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar (Pronaf), os programas de compras instrucionais, como o de Aquisição de Alimentos (PAA) e o de Alimentação Escolar (PNAE), a Assistência Técnica e Extensão Rural (ATER), o Programa Garantia Safra e o Seguro da Agricultura Familiar.